No esquema, o assaltante recebe da cooperativa cerca de 10% do valor do carro roubado. O recuperador ganha um percentual para achar e recuperar esse veículo. A cooperativa desembolsa bem menos para o bandido e o recuperador.

Clique aqui e confira a reportagem completa

Fonte: O Globo