A Tokio Marine parece ignorar o cenário de instabilidade econômica dos últimos anos. Segundo dados oficiais da Susep, a seguradora fechou o primeiro semestre com um crescimento de 6,5% no mercado em que atua (sem VGBL, Saúde e Previdência), com a emissão de R$ 2,47 bilhões em prêmios. O lucro líquido no período atingiu R$ 196,8 milhões e superou R$ 153,8 milhões registrados ao longo de todo o ano passado. “Estamos colhendo os resultados de uma estratégia bem-sucedida, responsável por fazer a Seguradora triplicar de tamanho nos últimos seis anos. Além de manter as despesas administrativas controladas, seguimos com o nosso planejamento alicerçado pelos pilares de Crescimento Sustentável, Rentabilidade, Qualidade e Inovação de Produtos e Serviços”, enfatiza o presidente da Tokio Marine, José Adalberto Ferrara. Os bons indicadores financeiros vieram acompanhados de ótimos números operacionais. A companhia encerrou os seis primeiros meses do ano com um Índice Combinado de 93,1%, com destaque para a queda de nove pontos percentuais no índice de sinistralidade, que caiu de 61,5% para 52,5%. “A Tokio Marine continua acreditando na recuperação econômica do Brasil e mantém os investimentos para ofertar produtos e serviços de excelência que atendam às necessidades de nossos Corretores, Assessorias e Clientes”, destaca Ferrara. O segmento de Automóvel continua sendo o grande destaque do desempenho do segmento de Seguros Massificados. A seguradora registrou um crescimento de 14% no primeiro semestre do ano, resultado superior ao do mercado, que ficou em 7,8%. Ao mesmo tempo, a taxa de sinistralidade caiu seis pontos percentuais. Com 1,7 milhão de veículos segurados, o market share da Companhia é atualmente de 9,3%, o quinto maior do segmento. Na carteira de Ramos Diversos, o Seguro Residencial cresceu 23,9%, enquanto o mercado registrou um aumento de 16,3%. Já o Condomínio também teve uma performance relevante, com avanço de 13,7%, contra 13,2% do mercado. Já o Seguro de Vida Individual, lançado há um ano, fechou o primeiro semestre de 2018 com um prêmio emitido líquido de R$ 6,7 milhões, sem o ramo Prestamista. O segmento de Produtos Pessoa Jurídica registrou no primeiro semestre do ano um Resultado Operacional 51% superior ao do mesmo período do ano passado. Além disso, o Índice Combinado Parcial (ICP) registrou uma melhoria de oito pontos percentuais. Entre os destaques do semestre, está o desempenho do seguro D&O, com um crescimento de 55,2%, enquanto o mercado caiu 3,1%. A carteira de Transportes Consolidado (considerando Transporte Internacional, Transporte Nacional e Transporte RCT) registrou um incremento de 15,3%, alinhado ao avanço de 14,9% do mercado. Também apresentaram resultados bastante relevantes as carteiras de Responsabilidade Civil e Riscos de Engenharia.